Notícias

    Complexo do Porto do Açu terá maior parque termelétrico da América Latina

    Contrato de adesão de novo TUP que irá operar com gás natural foi assinado pelo ministro de Infraestrutura

    Em cerimônia na segunda-feira (18/2), em Brasília, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, assinou contrato de adesão do Terminal de Uso Privado da Gás Natural Açu (GNA) para movimentação de GNL (Gás Natural Liquefeito). O novo TUP, que dará suporte ao funcionamento de duas usinas termelétricas com capacidade total de 3 GW, será instalado no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). O investimento total previsto para o empreendimento é de R$ 16 bilhões, além da geração de 3,5 mil empregos diretos e indiretos.

    “Empresas de fora estão apostando no Brasil porque sabem das nossas potencialidades. Vamos crescer muito”, garantiu o ministro de Infraestrutura. Durante a cerimônia o diretor-presidente da Associação de Terminais Portuários Privados (ATP), Murillo Barbosa, destacou que o governo ao ampliar as formas de exploração do Terminal de Uso Privado permitiu o surgimento de grandes complexos portuários, como o Porto do Açu. Uma verdadeira inovação disruptiva, segundo ele.

    “Inovamos em um modelo de Terminais de Uso Privado criado sem amarras e que deve ser adotado em todo o país. O Porto do Açu possui uma imensa retroárea e potencial para ser o maior complexo portuário brasileiro daqui a 15 ou 20 anos”, avaliou.

    O projeto da GNA visa a construção de um complexo, que envolve o terminal e a construção do maior complexo termelétrico a gás natural da América Latina. O consórcio de empresas responsável pelo projeto é formado pela Prumo Logística, a BP e a Siemens. Segundo o Ministério da Infraestrutura, a previsão é de que, juntas, as duas termelétricas gerem energia para atender 14 milhões de residências.

    “Temos que transformar o gás em negócio para o país”, afirmou o secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, que, na ocasião, representou o ministro Almirante Bento Albuquerque. O novo empreendimento também representa uma retomada de investimentos no Rio de Janeiro, na opinião do vice-governador do estado, Cláudio Castro.

    “O Rio carece de investimentos. Nosso pedido aos empresários é que não desistam de nós”, declarou o vice-governador durante a solenidade. O ministro de Infraestrutura também demonstrou preocupação com as questões logísticas do estado. “Nós vamos pensar em melhorar os acessos, viabilizando ligações ferroviárias como por exemplo entre o Rio, Comperj (Complexo Petoquímico do Rio de Janeiro) e Porto do Açu. Ele anunciou ainda novas licitações de rodovias, como a nova Dutra (BR 116), Rio-Santos, Rio-Juiz de Fora, Arco Metropolitano e o Ferroanel de São Paulo que, segundo Freitas, beneficiará principalmente o Porto de Sepetiba.

    Joana Wightman
    Coordenação de Comunicação ATP
    Contatos: (61) 3032-1931 / 3201-0880 / 98483-5503
    comunicacao@portosprivados.org.br

    Publicado em 22/02/2019
    Image
    Image
    Image

    INFORMAÇÕES GERAIS

    SEDE

    SAUS Quadra 1 - Bloco J – Torre B - 7º andar. Ed. CNT
    CEP: 70.070-944 – Brasília/DF